Divulgadores do Brasil se revoltam porque a devolução de valores ainda não possui data marcada

Divulgadores  da TelexFREE nos EUA já começam a receber seu dinheiro de volta, o valor pago a cada divulgador até o momento foi de  US$ 205.00.

Esta é a primeira parcela do pagamento de acordo com o contrato firmado com um Banco Americano envolvido no caso.

Enquanto isso no Brasil ainda não temo nenhuma data prevista para acontecer a devolução de valores. Até o presente momento a única certeza que temos é que a juíza irá se manifestar ainda esse mês. Isso só comprova falta de capacidade de justiça do Brasil.

Os principais prejudicados são os divulgadores, se a TelexFREE possui os valores necessários para quitar com essas dividas basta o judiciário liberar o dinheiro, já que a empresa quer realizar a devolução de valores.

É desesperador manter um bloqueio por tanto tempo sem provas. Durante esse tempo muitas dessas pessoas passaram dificuldades, está mas do que na hora de devolver o dinheiro dessas pessoas. Sigam o exemplo dos EUA.

 A revolta dos divulgadores tem nome e sobrenome se chama THAIS KALIL juíza responsável pelo desfecho do caso TelexFREE no Brasil.

Compartilhem



PODEM COMEMORAR: Judiciário Acriano garante devolução de valores dos divulgadores

A justiça brasileira é lenta isso não é novidade para ninguém, mas finalmente podemos comemorar porque a devolução de valores irá acontecer.

O Ministério Público do Acre e a TelexFREE já entregaram suas alegações finais para juíza Thais Kalil, e a mesma deve julgar o caso ainda esse mês.

Porém o caso pode ser encerrado de duas maneiras, são elas:

1º A juíza entender que a TelexFREE é inocente devido a falta de provas contra a empresa. Caso isso aconteça a TelexFREE poderá voltar a exercer  normalmente as suas atividades.

2º A juíza considerar as alegações finais do Ministério Público e caracterizar a TelexFree como uma pirâmide financeira, mesmo sem provas de tal acusação. Caso isso aconteça os diretores serão presos, e nunca mas poderemos voltar a participar do negócio da TelexFREE.

Porém nas duas hipóteses a devolução de valores está inclusa!

Então o que nos resta fazer é torcer para que a juíza Thais Kalil interprete da melhor forma possível esse caso já que envolve milhões de brasileiros;

Hoje o nosso diretor Carlos Costa provou definitivamente a inocência da TelexFREE. Vamos aguardar o aval final da juíza!

Podem comemorar a devolução de valores irá acontecer!!!

Compartilhem esse material!!!

#FORÇA DIVULGADORES COM A GRAÇA DE DEUS A TELEXFREE IRÁ VOLTAR A ATUAR NO BRASIL

Caso TelexFREE deve ser resolvido ainda esse mês, afirma JORNAL!

As alegações finais já foram entregues, tanto a da TelexFREE e também as do Ministério Público do Acre.Cabe agora a juíza Thais Kalil julgar o caso.

Em vídeo publicado ontem pelo diretor Carlos Costa, o mesmo acusou o Ministério Público de tentar incriminar a empresa com uma multa, que não possui nenhum fundamento.

"Tentaram manipular um laudo e não conseguiram, agora estão tentando lesar a TelexFREE com uma multa.Acreditamos na justiça, sabemos que essas tentativas do Ministério Público jamais terão êxito." Afirmou costa!

Em meados de Setembro de 2014 a Receita federal produziu um dossiê onde comprova que a TelexFREE não é uma pirâmide financeira. Mas o Ministério Público do Acre que é um órgão estadual veio a público e informou que esses dossiê não tem validade, pois a Receita Federal não tem capacidade de realizar esse estudo a função deles é cobrar impostos. Os órgãos estão  em contradição cabe agora o governo federal julgar as atitudes dos representantes do MPAC.

O Ministério Público do Acre está passando por cima de tudo para acabar com a TelexFREE inclusive desrespeitando órgãos superiores.

O caso deve ser resolvido ainda esse mês em primeira estância!!!

Vamos aguardar novos detalhes;

Fonte: Jornal AC

Compartilhem

Boas Notícias: Carlos Costa comunicado Oficial aos divulgadores

Para quem desacreditou do corpo jurídico da TelexFREE esta ai a prova de que os responsáveis pela parte jurídica da empresa está trabalhando da melhor forma possível.

Tivemos a informação que a juíza acatou o pedido da TelexFREE em remover o laudo pericial feito pela Ernst & Young do processo, ou seja as falcatruas feitas entre a empresa perita e o Ministério Público do Acre não será levada em conta para a decisão final da juíza Thais Kalil.

O caso pode ser encerrado de 2 maneiras, são elas:

1º Hipótese: A TelexFREE seja condenada e jamais poderá voltar a operar o negócio no Brasil. Seus diretores serão presos, e obrigados a devolver o dinheiro daqueles divulgadores que não tiveram seus valores recuperados;

2º Hipótese:  A TelexFREE seja inocentada e poderá voltar a operar suas atividades normalmente no Brasil. Porém a devolução de valores será feita antes do inicio de suas operações;

Traduzindo a TelexFREE condenada ou inocentada, o que sabemos é que irá acontecer a devolução de valores, quanto a isso não precisa se preocupar.

Lembrando que nunca foi provado nada contra a TelexFREE, está totalmente fora de cogitação a juíza condenar a empresa. Mas infelizmente não temos como prever a justiça do Acre, vamos aguardar o pronunciamento da juíza.

# PELO MENOS TEMOS UMA CERTEZA, A DEVOLUÇÃO DE VALORES IRÁ ACONTECER

COMPARTILHEM
fonte: euapoiommn


BOAS NOTÍCIAS: Juíza Thais Kalil nega o pedido do Ministério Público



Divulgadores da TelexFREE fazem centenas de protesto nas redes sociais contra o pedido do Ministério Público em devolver apenas um valor de 500R$ para quem não teve lucro com a TelexFREE.

Essa proposta está totalmente fora de cogitação, a meritíssima Thais Kalil não pode acatar esse pedido, até por que isso renderia centenas de processo contra o estado do Acre e como todos sabem o mesmo se encontra em uma situação precária devido aos rombos cometido pelos políticos!

A boa notícia é que finalmente teremos uma resposta. Juíza prometeu da uma resposta esse mês ainda.

O diretor Carlos Costa está muito confiante na vitória em primeira estância, ou seja não teremos mais um prorrogamento de tempo.

A mídia já começa a divulgar a possível volta da TelexFREE, mas nesse momento não é bom contar vantagem, o mais correto é aguardar esse aval final da Juíza para que quando tivemos a certeza que vencemos comemorarmos em grande estilo.

Já sofremos muito mais esses dias estão acabando com a graça de deus!!

#FALTA POUCO PARA A VOLTA

COMPARTILHEM

    TelexFREE pode passar de acusada para acusadora

    A maior prova de que a TelexFREE é inocente,  é simplesmente que depois de 2 anos de caso o judiciário acriano não conseguiu provar nada.

    O caso continua do mesmo jeito. Tendo em vista essa situação os advogados da TelexFREE estão pressionando a Juíza Thais Kalil para que devolva o dinheiro daqueles divulgadores que não tiveram lucro com a empresa.

    Nem mesmo uma empresa perita conseguiu comprovar as insinuações feitas por parte do Ministério Público contra a TelexFREE. Muito pelo contrário, tentaram foi manipular um resultado judicial.

    Devido ao montante de dinheiro envolvido cerca de 700 milhões de reais o Ministério Público de São Paulo abriu uma investigação para analisar o caso já que existe um interesse político muito grande nesse caso. E para piorar  a juíza responsável em decidir o caso é casada com um político de grande expressão no Acre.

    Da para perceber que existe muitas coisas por trás de processo. Sabemos que a justiça no Brasil é lenta, mas ao ponto de manter um bloqueio sem provas por tanto tempo existe coisa errada no meio de tudo isso. A TelexFREE é acusada no momento, mas caso fique comprovado fraude no processo pode passar a ser a acusadora.

    Vamos aguardar novos detalhes;

    Compartilhem
    fonte: retorno telex
      

    BOMBA: Devolução de valores tem um valor fixo para todos os divulgadores

    O Diretor  Carlos Costa mostrou mais uma vez que a Telexfree não é uma pirâmide financeira , conforme alega o poder Público.

    Agora está tudo se caminhando para o final  e depois de milhares de erros cometidos pelos órgãos federais e privados envolvidos nas investigações, está faltando agora um parecer final da justiça brasileira, e nós, apesar de tudo que aconteceu ainda acreditamos na justiça.

    As alegações finais foram entregues. Porém a do Ministério Público possui uma variedade de inverdades, como por exemplo que será definido um valor fixo de 500 R$ para cada divulgador da empresa que não teve lucro com o negócio da TelexFREE. Não precisa se preocupar pois isso não irá acontecer. Isso só irá acontecer caso fique constado que a TelexFREE não possui os valores necessários para garantir o ressarcimento de todos os divulgadores.

    Agora está na mão da juíza Thais Khalil analisar e tomar uma decisão!

    Vamos aguardar o desfecho final desse caso que envolve milhões de brasileiros.

    Compartilhem